Antônio Torres

0

Romancista, contista e cronista, Antônio Torres nasceu na Bahia em 1940, onde ingressou no jornalismo. Aos 20 anos transferiu-se para São Paulo, ali se tornando redactor publicitário. Viveu em Portugal entre 1965 e 1968, em Lisboa e no Porto, período em que conviveu com os escritores Alexandre O’Neill e José Cardoso Pires, assim como com grandes nomes da publicidade, do cinema e do teatro portugueses. Sua estreia literária se deu
em 1972, com o romance Um cão uivando para a Lua, que causou um grande impacto. Hoje, é autor de vários livros, alguns deles com muitas edições no Brasil e traduções em inúmeros países, da Argentina ao Vietnã.
Cinco deles estão publicados em Portugal: Meu querido canibal (Figueirinhas), O nobre sequestrador (Saída de Emergência) e a trilogia formada por Essa terra, O cachorro e o lobo e Pelo fundo da agulha (Teodolito). Em 1998, recebeu do governo francês a comenda de Chevalier des Arts et des Lettres, pelos seus livros traduzidos em França. Pelo conjunto da sua obra, foi agraciado em 2000 com o Prêmio Machado de Assis, da Academia Brasileira de Letras – da qual se tornou membro efectivo -, e, em 2017, com o Grande Prêmio Cidade do Rio de Janeiro, da Academia Carioca de Letras. Neste 2018, foi eleito sócio correspondente lusófono da Classe de Letras da Academia de Ciências de Lisboa.

Voltar às Biografias
Partilhar