Pe San Ié

0

Pe San Ié, o poeta de Macau, é o ensaio de Rosa Coutinho Cabral sobre a forma cinematográfica do exílio do maior poeta simbolista português: Camilo Pessanha, 1867-1929. Um poeta que escreveu apenas um livro: Clepsidra, que re-escreveu durante toda a vida. Carlos Morais José, interpreta neste filme várias personagens, e ajuda a realizadora a encontrar a singularidade deste poeta “fin de siécle”, na longínqua cidade de Macau onde viveu, escreveu e morreu. Neste filme sobre o homem, a um tempo ilustre juiz, professor, maçon, sinólogo, tradutor e falante da língua chinesa, ecoa também a história editorial da sua única obra,  a  sua imagem transgressora do opiómano e alguns dos 50 e poucos poemas que nos deixou.

Partilhar